A- A A+ |

A segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa no Ceará, voltada para bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade, foi prorrogada até 30 de dezembro. No novo prazo estabelecido, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (STDE) continuará disponibilizando atendimento presencial para que os produtores possam emitir a declaração obrigatória de vacinação de seus animais, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Agora, criadores têm até o dia 17 de dezembro (sábado) para vacinar seu rebanho e até o dia 30 de dezembro (sexta-feira) para declarar a imunização na STDE, que deve ser realizada também pelos produtores que não possuem rebanho com idade vacinável.

Lembrando que: quem não informar a vacinação no prazo estabelecido pode ter cadastro bloqueado e corre o risco de multa.

A declaração é realizada pela Coordenadoria da Sanidade Animal da secretaria, que tem acesso ao sistema da Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri), por meio do escritório de atendimento à comunidade, o que possibilita a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), ficha sanitária e declarações de vacinação.

No Ceará, a ação é uma iniciativa da Adagri, vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), e visa atingir o status de zona livre de febre aftosa sem vacinação junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Serviço

Vacinação: até 17 de dezembro (sábado)
Declaração: 30 de dezembro (sexta-feira)
Local para declarar: Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (STDE), Avenida Lúcia Saboia, n° 215 - Centro.
Horário: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h

Outras informações: (88) 36142555

Assessoria de Comunicação da STDE
Jornalista responsável: Lyz Vasconcelos

Facebook
YouTube