Últimas Notícias
SPAECE 2017 - Segunda, 27 Novembro 2017 15:37

Cerca de 400 educadores da rede municipal e estadual participaram do I Seminário Pisa for Schools em Sobral, na sexta-feira (2), no auditório do campus Mucambinho da Universidade Federal do Ceará (UFC). O evento abordou o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes – PISA for Schools, que será aplicado no segundo semestre de 2017, nas escolas de Sobral, avaliando competências e habilidade em Ciências, Matemática e leitura.

A solenidade foi aberta com a apresentação do Quarteto de Cordas da Escola de Música de Sobral e contou com a participação da prefeita em Christianne Coelho. “Nós vamos buscar vencer mais esse desafio, essa nova forma de avaliação internacional. Todos sabemos das grandes transformações que a educação sobralense vem passando nos últimos anos. Hoje, reafirmamos o nosso compromisso e da nossa gestão com a educação e queremos confirmar o nosso agradecimento ao trabalho de vocês, professores”, disse a prefeita.

O secretário da Educação de Sobral, Herbert Lima, destacou os novos desafios da educação de Sobral em busca da excelência. “Após dois anos debruçados sobre o tema, nós vamos implantar uma nova etapa do avanço educacional de Sobral, com a implementação dos novos currículos, baseados nos melhores currículos internacionais. A implantação do PISA faz parte destes avanços”, disse o secretário, reforçando também a importância da participação dos professores da rede estadual, que recebem os alunos egressos da rede municipal.


Pisa for Schools

No segundo semestre deste ano, o Pisa for Schools será aplicado em 50 escolas brasileiras, destas 19 estão no município de Sobral, sendo 16 públicas e três privadas. O objetivo da aplicação do Pisa é analisar a aprendizagem dos estudantes das melhores escolas do Brasil, comparando com uma referência internacional, além de mapear os pontos fortes dessas escolas avaliadas e o que pode ser aperfeiçoado. Além do Brasil, os Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Espanha, Moscou e Brunei.


A gerente de projetos da Fundação Leman, Roberta Biondi, explicou a importância da aplicação do Pisa for Schools em Sobral. “Participei da equipe técnica que construiu o Ideb, em 2006, e naquela época colocamos uma métrica bastante elevada, até chegar a nota 10. Não imaginávamos que uma rede chegasse tão rápido à nota 10. Sobral superou as expectativas e essa métrica não é mais adequada para medir a qualidade da educação sobralense, por isso iremos aplicar o Pisa for Schools”, explicou.

A segunda palestra foi proferida pela doutoranda em Política Educacional pela Universidade de São Paulo (USP), Ilona Becskeházy, que foi consultora na elaboração dos currículos de Língua Portuguesa e Matemática da rede municipal de Sobral, e explicou “o que Sobral pode aprender com o PISA?”. A pesquisadora apresentou os últimos resultados do Pisa e o desempenho do Brasil na avaliação e explicou porque os educadores não devem temer o nível do PISA. “Quando fizemos o currículo, estabelecemos o nível 3 do Pisa ao final do nono ano porque vimos que Sobral chegou a uma situação em que a Prova Brasil já não pode avaliar bem. Então, era preciso implementar novos instrumentos de avaliação. E os novos currículos de Sobral de Língua Portuguesa e Matemática estão alinhados com o Pisa”, disse Ilona Becskeházy.

Para o professor Pedro Grandson, o PISA vai aprofundar a qualidade da educação de Sobral. “Fiquei muito feliz pela oportunidade de aprendizado. Esse currículo casa muito bem com o modelo de escola em tempo integral, que favorece o trabalho interdisciplinar, a diversidade, a aprendizagem coletiva. Esse modelo também vai permitir uma aproximação entre a educação municipal e estadual, o que vai garantir a qualidade da nossa educação”, completa.


O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) é uma avaliação internacional projetada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para obter referências sobre o desempenho de estudantes de 15 anos de idade em Ciências, Matemática e leitura. O Pisa for Schools é uma avaliação específica para medir o desempenho dos alunos em pequenas comunidades escolares e tem questões similares ao Pisa tradicional.

O evento também contou com a participação do presidente do Conselho de Educação do Ceará, Pe. José Linhares; do diretor do campus da Universidade Federal do Ceará em Sobral, Vicente Pinto; do Coordenador da 6ª CREDE, Daniel Costa; além de representantes da secretaria de Educação de Fortaleza.

Curriculo