Para melhorar o acesso da população ao exame para a Covid-19 e reduzir o deslocamento de pessoas com sintomas da doença, a Secretaria da Saúde de Sobral descentralizou a coleta de material para realização de testes rápidos. Agora, todos os 37 Centros de Saúde da Família (sede e distritos) estão aptos a realizar a coleta em pacientes que apresentem sintomas da doença há pelo menos sete dias.

O novo coronavírus provoca febre, tosse seca, dor de garganta e cansaço. Em estágio mais avançado, o vírus pode causar dificuldades para respirar. De acordo com a médica Josiane Dorneles, assessora técnica da Secretaria da Saúde, quem apresentar esses sintomas deve procurar o centro de saúde mais próximo. No entanto, o teste para confirmar ou não a Covid-19 (doença provocada pelo coronavírus), só pode ser realizado em pacientes que apresentem os sintomas há pelo menos sete dias. “Essa orientação é importante para melhorar a eficácia do exame. Testes realizados antes desse prazo podem gerar um falso negativo. Observar o prazo é importante para a segurança do próprio paciente e da comunidade”, explica.

Todas as pessoas que procuram ajuda nos centros de saúde antes de completarem uma semana com os sintomas, passam a ser acompanhadas pelas equipes, que agendam, no tempo certo, a data para a coleta do material. De acordo com a Secretaria da Saúde, a prioridade, neste momento, são servidores que estão da linha de frente do enfrentamento à pandemia e familiares de pacientes que já testaram positivo. Uma vez realizada a coleta, o material é levado para o Centro de Referência em Infectologia, onde os exames são processados.

O resultado é informado aos pacientes no contraturno. Ou seja, aqueles que têm o material coletado de manhã, recebem o resultado à tarde; quem teve o material coletado à tarde, recebe o resultado na manhã seguinte.

Até agora, Sobral realizou mais de 3.500 testes rápidos (bem acima da média dos municípios do interior do estado), o que coloca Sobral como referência em testagem da sua população para a Covid-19.