O Centro de Referência Especializado da Assistência Social Manoel Vieira Linhares (Creas) completou, nesse domingo (27/05), 10 anos de atividades. Para celebrar, a Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas), por meio da Coordenadoria de Assistência Social, está preparando uma vasta programação que inclui palestras, rodas de conversa e discussão sobre as realizações do serviço.

Criado em 2007, o Creas foi inaugurado em 27 de maio de 2008, no antigo prédio do S.O.S Criança. O nome do centro foi escolhido em homenagem o ex-conselheiro tutelar, educador popular e ativista do esporte amador, popularmente conhecido como Maneco, falecido em 2007.

Dentro da Política Nacional de Assistência Social (2004), a unidade sucedeu vários programas e projetos como o Disque Idoso, parceria da Prefeitura e Diocese de Sobral, para atendimento aos idosos vítimas de violência; e o S.O.S Criança, que realizava o atendimento às crianças e adolescentes com direitos violados. Estes projetos foram transformados em serviços permanentes à comunidade, com equipe técnica formada por assistentes sociais e psicólogos, com apoio de um assessor jurídico.

Atualmente, o Creas oferece três serviços à comunidade: o Serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (Paefi), responsável pelo acompanhamento de violações de direito contra crianças, adolescentes, idosos, mulheres, pessoas com deficiência, dentre outros; o Serviço de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto (MSE), para trabalhar a ressocialização de adolescentes em conflito com a lei; e o Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas), para busca ativa de situações de violações de direito nas ruas.

Em 2014, a unidade ganhou sede própria, no Parque Mucambinho, próximo à Escola Dinorah Ramos.

“O Creas é o equipamento responsável pelo atendimento às situações como violência contra o idoso, a mulher, a pessoa com deficiência, as crianças e adolescentes, dentre outros públicos, e seu trabalho é essencial para o enfrentamento à estas condições, pois o serviço tem ainda a responsabilidade de articular com outras políticas setoriais para promover a superação dos riscos”, destaca o secretário dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social, Júlio César da Costa Alexandre.

Telefone: (88) 3695-5200
Saiba mais sobre o serviço AQUI