Untitled Document
Leônidas Cristino  
Pontos Turísticos de Sobral



MUSEU DOM JOSÉ

Construído pelo Major João Pedro Bandeira de Melo em 1844, o prédio em estilo império é integrante da Segunda Fase dos sobrados sobralenses. Ao início da década de 1940 passou a ser o Palácio Episcopal de Dom José, permanecendo assim até o final da década de 1960.
Fundado oficialmente por Dom José Tupinambá da Frota em 29 de março de 1951, o Museu possui um valioso acervo adquirido entre os anos de 1916 e 1959. Dom José recolheu peças em Sobral, e outras regiões do Ceará, do Maranhão, do Pará e do Amazonas chegando,  atualmente, a compor um acervo com mais de 30.000 peças, além de uma coleção  numismática com 20.394 moedas.
O Museu Dom José possui coleções de porcelana, cristal, imaginária, mobiliário, paleontologia, etnologia, arqueologia, armaria, numismática, indumentária, ourivesaria, iconografia, adereços e acessórios. É uma instituição ligada à arte, nacional e européia, dos séculos XVII, XVIII e XIX. Hoje é considerado o maior Museu do Ceará e um dos maiores do Brasil em Arte-Sacra e Arte Decorativa, tornando-se assim, um magnífico painel da história social de Sobral e municípios norte-cearenses.

 

TEATRO SÃO JOÃO

Construído entre 1877 e 1880 por iniciativa de particulares da Sociedade Cultural União Sobralense, sendo assim o segundo Teatro mais antigo do Ceará. Em 1983, o Teatro foi tombado pelo Patrimônio Estadual sendo o primeiro monumento tombado do município e, em 12 de agosto de 1999, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), sendo completamente reformado entre os anos de 2000 e 2004 por um levantamento arqueológico feito pelo Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco e reinaugurado no dia 29 de dezembro de 2004.
Após o resgate histórico de sua arquitetura original, o Teatro com capacidade para 300 pessoas, recebeu melhorias na sua estrutura com a instalação de modernos equipamentos de iluminação, cenotécnica, sonorização, acústica e um completo sistema de refrigeração e mobiliário
 Em estilo arquitetônico neoclássico com palco tipo italiano e platéia em formato de ferradura com balcões, o teatro São João foi construído acompanhando a tendência européia que foi adotada em vários teatros do Brasil e tornou-se importante referencia histórica, cultural e artística do Estado.

 

IGREJA DA SÉ

A antiga Matriz construída provavelmente em meados de 1700, pelo cura Antonio de Carvalho e Albuquerque foi demolida pelo Padre João Ribeiro Pessoa devido as péssimas condições em 1777. Mais tarde, quando Sobral já se eleva a Vila, foi autorizada pelo Visitador Manuel Antonio da Rocha a construção de uma nova igreja, sendo lançado a pedra fundamental da atual matriz a 02 de novembro de 1778. O seu frontispício é um dos mais bonitos do Ceará. Notável pórtico com arco de pedraria lavrada em liós, importada de Portugal.

 

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DOS PRETINHOS

A atual Igreja do Rosário foi construída em 1767 pela irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Sobral, em substituição ao nicho de taipa que havia em homenagem a Senhora do Rosário. Era comemorado no período da festa de N. Sra do Rosário, a coroação dos reis do Congo, nome dado aos festejos. A última vez que, em Sobral, se realizou esta festa foi em janeiro de 1889, após a abolição da escravatura, os negros continuaram a tradição do Reisado Africano por algum tempo.
 A Igreja do Rosário, a mais antiga de Sobral, sofreu algumas modificações por iniciativa do então vigário geral Pe. José Tupinambá da Frota, tais como as ampliações laterais em 1914 . Em 1926, já como bispo, Dom José mudou o piso de tijolos por ladrilhos hidráulicos e mandou retirar as tribunas laterais típicas do século XVIII. Entre 1941 e 1942 foi reformado o altar mor conforme projeto do italiano Agostinho Balmes Odisio.



CÂMARA MUNICIPAL

Edificada em meados do século XVIII, o andar térreo era ocupado pela cadeia e o andar superior pela Câmara de Vereadores.
A Primeira Sessão realizada na Câmara foi a 05 de julho de 1773, data em que a localidade de Caiçara foi elevada à categoria de vila com  o nome de Vila Distinta e Real de Sobral.

CASA DO CAPITÃO  MOR

Encontra-se no núcleo que deu origem à cidade de Sobral, uma das mais antigas casas da cidade que pertenceu ao Capitão Mor José de Xerez Furna Uchoa, provavelmente construída em 1772,  embora esta não fosse sua residência principal, pois sua morada oficial era  no Sitio Santa Ursula, na Meruoca, assim, servia-lhe apenas de apoio nas suas vindas para Sobral. José de Xerez foi vereador da primeira Câmara da Vila Distinta e Real de Sobral e Juiz de órfãos. Ao visitar a França, recebeu do Duque de Choiseul mudas de café que trouxe e plantou em seu sítio. Maria Thomazia, bisneta, recebeu grande destaque em todo o Ceará ao tornar-se a presidente da Sociedade das Senhoras Libertadoras do Ceará, instituição que lutou pela abolição da escravatura do Ceará.

 



CASA DA CULTURA

Casarão construído pelo Pe. Francisco Jorge De Sousa, por volta de 1856. Após sua morte, o prédio foi vendido ao Senador Francisco de Paula Pessoa, e por longos anos foi residência das famílias Paula Pessoa / Figueredo, reconstruindo em 1897, guardando suas linhas arquitetônicas originais.
Sobre os escombros do tradicional “Solar dos Figueiredos”, A Casa da Cultura de Sobral surge. Hoje, a Casa abriga a Secretaria de Cultura e Turismo de Sobral e a Casa da Cultura onde dispõe-se de galerias, sala de cine-vídeo, atelier e espaço de convivência.

 



ESCOLA DE MÚSICA MAESTRO JOSÉ WILSON BRASIL

Prédio do final do século XIX, pertenceu a Francisco Juvêncio de Andrade, cirurgião dentista, nasceu em Santana do Acaraú a 25 de março de 1881. A casa foi herdada por sua filha, Ana Rodrigues de Andrade.
Após um processo de reforma, a casa recebeu o nome do Cônego José Egberto Rodrigues de Andrade, filho de Ana Rodrigues. Atualmente, o espaço abriga a  Escola de Música de Sobral José Wilson Brasil, homenagem a um dos fundadores da Banda de Sobral e um dos grandes conhecedores da história do Município.
Inaugurada em 2003, a Escola dispõe de uma moderna infra-estrutura com capacidade para aproximadamente 700 alunos, compõe a Banda de Música, o Coral Vozes de Sobral e a Orquestra Jovem de Sobral. A Escola oferece cursos de Violino, Viola, Contrabaixo Acústico, Violoncelo, Teclado, Contrabaixo Elétrico, Bateria, Percussão, Guitarra, Saxofone, Flauta Transversal, Clarinete, Trompete, Trombone, Flauta Doce, Violão Clássico, Violão Popular, Canto e Coral atendendo prioritariamente aos estudantes da Rede Pública de Ensino,

 


ARCO DE NOSSA SENHORA   DE FÁTIMA

Situado na Av. Dr. Guarany, é um dos monumentos que mais caracterizam a Cidade. Foi Construído por iniciativa de Dom José, em 1953, como marco da visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima a Sobral. O Arco foi projetado por Falb Rangel e executado por Francisco Frutuoso do Vale.

 



MUSEU DO ECLIPSE

O Museu do Eclipse foi criado em 1999 pela Prefeitura Municipal de Sobral para comemoração dos 80 anos do fenômeno que ajudou a comprovar a Teoria da Relatividade do físico e matemático Albert Einstein, ocorrido na manhã do dia 29 de maio de 1919.
Em exposição permanente, painéis contendo mapas e fotos da cidade de Sobral na época do Eclipse, dos integrantes das comissões brasileira e estrangeira para observação do fenômeno, instrumentos utilizados pelos cientistas e um telescópio adaptado com uma câmera digital de alta resolução, sendo este, considerado um dos aparelhos mais potentes do Norte e Nordeste do país.
O Museu é hoje um ícone de divulgação histórica e cientifica da Região Nordeste do Brasil, estando acessível para visitantes de todas as idades e estudantes de todo o país.

 



MUSEU MADI

O Museu Madi Internacional de Sobral foi inaugurado no dia 05 de julho de 2005, nas comemorações dos 232 anos da cidade.
O artista plástico, Carmelo Arden Quin, foi quem coordenou o acervo das doações de mais de 70 membros do grupo Madi de vários países e continentes que compõe o primeiro museu Madi do Brasil, em Sobral. O movimento Madi, criado pelo próprio Arden Quin, teve início nos anos 40 no Uruguai com a publicação da revista Arturo. O nome Madi não tem origem definida, uma das possibilidades é Materialismo Dialético, Abstração, Invenção, Movimento, Dimensão, ou simplesmente, letras tiradas do nome de Carmelo Arden Quin.
Os artistas do Movimento Madi se utilizaram com total liberdade dos movimentos de vanguarda europeus como o Dadaísmo, o Construtivismo russo, entre outros, como ponto de partida para suas invenções. Nas últimas décadas, esse Movimento se manteve ininterrupto e é grande o número de artistas e manifestações artísticas influenciados por ele.

 

PALÁCIO DE CIÊNCIAS E LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

Inaugurado como Grêmio Recreativo Sobralense, em 1926, o Palace foi palco de espetáculos sofisticados durante seu período de funcionamento. Esta obra se enquadra no ecletismo arquitetônico, estilo originado na França em meados do século XIX. Funcionou como Fórum de Justiça Dr. José Sabóya de Albuquerque até janeiro de 1997. Hoje, após ter sido restaurado pela Prefeitura Municipal de Sobral em 2000, constitui o Palácio de Ciências e Línguas Estrangeiras, onde funcionam cursos de Inglês, Espanhol e Informática atendendo, principalmente, aos alunos de escola pública.